A 3M usa cookies neste site. Os provedores de serviços deste site e os selecionados pela 3M instalam cookies contendo arquivos de texto no seu computador para reconhecer o computador e:

  • ● Personalizar sua experiência em sites da 3M.

  • ● Exibir anúncios de seu interesse.

  • ● Coletar informações estatísticas anônimas para aprimorar a funcionalidade e o desempenho do site.

Saiba os benefícios de aceitar estes cookies

Os sites da 3M usam cookies para oferecer suporte:

  • ● 'Lembre-me' - que permite você fazer login em visitas repetidas, usando um login seguro.

  • ● Salvando as suas escolhas anteriores e dando recomendações para produtos e serviços 3M de seu interesse.

  • ● Garantindo para você os recursos de compartilhar páginas e publicar comentários.

Você pode alterar as configurações dos seus cookies a qualquer momento, clicando em Preferências de cookies.

Alguns opt-outs podem falhar devido às configurações de cookies do seu navegador. Se você quiser configurar preferências de opt-out usando esta ferramenta, precisa permitir cookies de terceiros na configuração do seu navegador.

Ao clicar em Aceitar e Prosseguir, você confirma que entendeu as configurações de cookies e concorda com elas, conforme indicado à esquerda.

3M Inovação | inspiração, ideias, criatividade

Inovação

Voltar para a lista de postagens

Como incentivar mulheres a terem interesse por ciência

30/03/2018

As mulheres estão menos envolvidas e interessadas na ciência do que os homens, é o que revelou um estudo global da 3M, divulgado em março. Elas são mais propensas do que os homens a dizer que não sabem nada sobre ciência (21% contra 15%) e tendem a acreditar menos que uma carreira em engenharia seria satisfatória (9% contra 25%).

Será que os hábitos familiares que tivemos na infância influenciam nossas escolhas? “As meninas, de um modo geral, sempre ganham coisas de menina como panelas, bonecas etc. Tenho irmãos e nós dividíamos os mesmos brinquedos. Sempre brinquei com as coisas de montar e desmontar, queria entender como as coisas funcionavam. Além disso, sempre que meu pai ia desmontar alguma coisa em casa, chamava a gente para olhar e participar”, explica Bárbara Nunes, engenheira de Aplicação América Latina, para o mercado de Linha Branca da 3M.

Formada em engenharia de produção pela Universidade Metodista de Piracicaba e com MBA em gerenciamento de projetos pela Fundação Getúlio Vargas, Bárbara conta que sempre teve um olhar positivo para a engenharia, por ser a profissão do pai, e que nunca havia pensado que era uma área de maior interesse por homens, até iniciar a graduação. “Em casa são dois meninos e duas meninas, fomos criados da mesma maneira e talvez por isso três sejam engenheiros. A questão de gênero nunca passou pela minha cabeça, até entrar na faculdade e ver que, na minha turma, de 60 alunos apenas 7 eram mulheres”, lembra.

Bárbara entrou na 3M como estagiária, em uma área técnica - que é um ambiente predominantemente masculino na maioria das empresas - mas não sentiu diferença de tratamento e nem de habilidade para exercer as atividades. Na empresa há quase 10 anos, ela comenta que a equipe é bem dividida, mas ainda há poucas mulheres na área. “No laboratório temos uma equipe bem mista, mas na proporção ainda há poucas mulheres. Por ser uma função que exige tempo fora como viagens e visitas técnicas, não é algo que as mulheres possuem interesse por muito tempo - principalmente quando se forma uma família, fazendo um movimento de migração para áreas internas”, diz.

Cerca de 36% do quadro de profissionais da área de Pesquisa &Desenvolvimento da 3M são mulheres, incluindo a diretora da área, Camila Cruz.   
 

Incentive as crianças

Para Bárbara, não há sentido em separar homens e mulheres quando o assunto é ciência. “Não existe carreira de homem ou mulher, somos todos iguais e temos a mesma capacidade de aprender, criar e solucionar problemas, independente do gênero. Talvez a falta de mulheres na ciência seja por não haver estímulo para que elas se interessem por isso”, diz.

De acordo com o estudo da 3M, o cenário parece estar mudando. Isso porque os céticos e os apoiadores da ciência estão alinhados quando se trata de seus filhos e da próxima geração. Quando se trata da próxima geração, 82% dos entrevistados respondeu que encorajaria as crianças a prosseguir uma carreira científica e 92% dos pais querem que seus filhos saibam mais sobre ciência; ao mesmo tempo, 33% pensam que os alunos precisam de uma melhor compreensão de como a ciência melhora o mundo para inspirá-los a prosseguir uma carreira nesta área.

“Precisamos abrir a cabeça e incentivar as crianças para que elas tenham mais possibilidades de escolha de profissão. O que vivemos na infância molda o que vamos gostar no futuro”, conclui a engenheira.

Os dados completos do estudo, incluindo as informações de cada um dos 14 países e ferramenta para explorar os dados com profundidade, podem ser encontrados em: www.3m.com/scienceindex.

Gostou desse conteúdo? Compartilhe.

Comentários

Junte-se à discussão com os aprendizes desta lição.

Ordenar por:
Freddy Charles Alves Experiência: 15310 Ranking: 17º
Muito Bom
Ana Clara Klug Tavares Experiência: 0 Ranking: 20202º
No meu trabalho em um laboratório industrial somos 9 mulheres sendo uma química de alimentos, 3 químicas, 3 engenheiras de alimentos, 1 engenheira ambiental e uma matemática.
Luiz Antonio Belletti Rodrigues Experiência: 18455 Ranking: 5º
Acho que este quadro já está mudando. Nas universidades o número de mulheres é muito grande. E vale lembrar que ciências não é só exatas! Não podemos ter preconceito com as humanas e sociais aplicadas ...
Renata Funchal Camargo Experiência: 9305 Ranking: 43º
Muito evoluímos é muito temos que evoluir quando pensamos na presença na mulher, seja na ciência ou outras áreas de atuação.
Antonio Sergio Ximenes Experiência: 75 Ranking: 1017º
ARTIGO MUITÍSSIMO REVELADOR; NO ENTANTO POR SERMOS UMA SOCIEDADE PATRIARCAL E QUE REVELA UM GRAU DE PRECONCEITO EM TODAS AS ÁREAS; VIDE A 1 PRESIDENTA QUE FOI RETIRADA DA PRESIDÊNCIA DA REPUBLICA, DEMONSTRA ISSO; POREM NÃO ADIANTA FALAR DE IGUALDADE PARA DESIGUAIS . TRATAMENTO IGUAL PARA EXPERIE NCIARIA BRASILEIRA TEM SE MOSTRADO MAIS EXITOSA NESTE SENTIDO, MESMO TENDO SIDO DESTRUIDO PELO GOVERNO ILEGITIMO QUE ESTA NO PALACIO DO PLANALTO..E TANTO QQUE SEJA NAS UNIVERSIDADES,NOS MESTRADOS , DOUTORADOS: NEGROS , POBRES , MULHERES TIVERAM UM AMPLO GRAU DE PARTICIPAÇAO E AMPLIAÇAO DAQUELES QUE ATE POUCO TEMPO NAO TINHAM NEM SEQUER QUALQUER TIPO DE PERSPECTIVA..INFELIZMENTE O GOVERNO BRASILEIRO..ESTA DESTRUINDO O QUE DURAMENTE FOI CONQUISTADO PELO POVO BRASILEIRO
Carregar mais
X

Faça seu login

Para acessar essa área, é necessário fazer seu login. Se você ainda não se cadastrou no portal 3M Inovação, você pode fazê-lo clicando no botão abaixo.

Login com redes sociais

Login com Facebook Login com Linkedin

Login com E-mail


Ainda não sou cadastrado

Cadastre-se agora
Topo
X

Faça seu login

Para acessar essa área, é necessário fazer seu login. Se você ainda não se cadastrou no portal 3M Inovação, você pode fazê-lo clicando no botão abaixo.

Login com redes sociais

Login com Facebook Login com Linkedin

Login com E-mail


Ainda não sou cadastrado

Cadastre-se agora